Arquivo mensal: dezembro 2010

Quando?


Eu não queria que fosse mais uma postagem reclamando de alguma coisa, mas não consigo ser diferente. Acho que realmente ta na hora de ir embora. Hora de conhecer um novo lugar, de conhecer novos gostos, novos prazeres, novas histórias, novas pessoas…Sinto que as coisas não vão mudar aqui, vão ser sempre as mesmas coisas, e eu percebo isso diariamente.

To cansado de tentar fazer as coisas serem diferentes, to cansado de acordar e sentir falta de ter algo ou alguém pra pensar, cansado de tentar novos amores, cansado de me iludir, cansado de tudo. Cansado de ouvir as pessoas dizerem que querem as coisas e dias depois tu sentir que tu é um problema pra isso. A minha auto-estima vai lá embaixo com essas coisas. Por mais que isso já seja corriqueiro, é algo que me deixa triste. Canso de acreditar nas pessoas, nem no amor (por enquanto) eu acredito.

‘‘Se não for pra me fazer voar bem alto, por favor, não tire meus pés do chão’’ é a minha frase do momento, e talvez uma frase que eu leve pra vida toda, porque muitas vezes tirei o pé do chão, cai de cara, e tive que mais uma vez me levantar, mesmo que tudo nao quisesse que eu me ergue-se.

Ultimamente nem meus sonhos tem me ajudado a viver fora de uma realidade minha. É sempre sonhos com algo que já passou, pessoas que já fizeram parte da minha, e muitas vezes situações que nunca vão existir e que eu não quero que existam também.

Queria de novo fazer parte das canções de amor, e me sentir de verdade parte delas, mas parece que isso é impossível. Quando um dia, na vida, a gente sente parte das músicas, parece que existe uma razão enorme pra viver, é uma coisa tão boa tu escutar, prestar atenção nas letras e parecerem que elas foram feitas pra nós, e depois tu percebe que essa nao é mais a realidade, pra mim, posso dizer que dá uma dorzinho no peito.

Sinceramente, ás vezes me pergunto: Quando eu vou voar de novo e sentir sensações que eu nao conheço ainda?

Postado ao som de Chimarruts – Novo começo

 

Chimarruts –Novo começo

Mil desculpas eu peço
Por não saber
Dizer adeus direito
Bem que tentamos
Fizemos planos
Mas nossos ideais
Não são mais os mesmos
Talvez não fale de amor
Mas é algo que sinto aqui dentro
Feito flor
Que perde o perfume com tempo
Que esse fim
Não traga a dor
Pois é apenas
Um novo começo
Dois são um agora
Guarde as tardes de sol
No teu coração
Veja agora ando só
Sabe eu tô tentando descobrir
Tentando desatar os nós
Me livrar das amarras
Que fiz pra chegar aqui
Esqueça a dor
E leve o beijo
E o gosto da nossa história
E saiba que daqui por diante
O eterno contigo
Com tudo eu quero dividir
Eu quero dividir…

Anúncios

Nem eu entendo.


As vezes eu queria entender todos os meus pensamentos. Queria entender também porque eles mudam, porque muitas vezes o que eu penso ontem já não é o que eu penso amanhã, e o que eu penso depois de amanhã tenta ligar com o que eu nao pensei no outro dia, vocês entendem isso? Porque eu as vezes não quero mais entender.

Na realidade, acredito que minha mudanças de pensamentos, devem acontecer devido ao que eu sinto, ao que eu quero, e por ai vai…As vezes coloco coisas na cabeça, e dai quando vê to pensando que não era bem aquilo, era pra ter sido assim, e mil coisas…Acho que eu sei porque eu to assim…Tô assim porque eu gosto de coisas certas. Não gosto de ter certas dúvidas, gosto do SIM, nao gosto do ”vamos ver”, “não sei”…mas paciência.

As pessoas não pensam como eu e nunca vão pensar. Eu sou assim, cheio de loucuras, de intensidades e de quereres. Eu assusto, eu meto pressão, mas é porque quando EU quero, EU quero mesmo! Mesmo que esse seja sempre o meu maior defeito, sinto muito, porque isso já faz parte de mim, e sinceramente, nao quero mudar, ninguem é perfeito, e eu também nao quero ser. Prefiro te proporcionar momentos perfeitos, beijos perfeitos, pelavras pefeitas, do que ser perfeito. Ninguém é perfeito pra ninguém, e se fosse não teria a menor graça, precisamos sermos imperfeitos, brigarmos por motivos bobos, fecharmos a cara por certas coisas mesmo que o outro não entenda, diz sim, a outra pessoa dizer não, e tu criar uma discussãozinha por isso…e eu sou assim, cheio de imperfeições,  mas ao ”todo” tudo sempre vale a pena, inclusive eu.

Na real, to desabafando um pouco, porque eu ando meio tenso.

Vou voltar a trabalhar.

beijos pra todo mundo.